Leonard Cohen - The Partisan

Ah, Cohen... quem me dera ser um décimo do poeta que você é.

O velho que, quanto mais velho, melhor canta e melhor compõe.

Música para acompanhar: The Partisan. Com direito a letra no original (inglês e francês) e tradução para o português.

The Partisan

When they poured across the border
I was cautioned to surrender,
this I could not do;
I took my gun and vanished.

I have changed my name so often,
I've lost my wife and children
but I have many friends,
and some of them are with me.

An old woman gave us shelter,
kept us hidden in the garret,
then the soldiers came;
she died without a whisper.

There were three of us this morning,
I'm the only one this evening
but I must go on;
the frontiers are my prison.

Oh, the wind, the wind is blowing,
through the graves the wind is blowing, 
freedom soon will come;
then we'll come from the shadows.

Les Allemands étaient chez moi
ils m'ont dit "Résigne-toi",
mais je n'ai pas pu;
j'ai repris mon arme.

J'ai changé cent fois de nom,
j'ai perdu femme et enfants,
mais j'ai tant d'amis
j'ai la France entière.

Un vieil homme dans un grenier,
pour la nuit nous a cachés,
les Allemands l'ont pris;
il est mort sans surprise.

Oh, the wind, the wind is blowing,
through the graves the wind is blowing, 
freedom soon will come;
then we'll come from the shadows.

O Guerrilheiro

Quando verteram pela divisa
fui aconselhado a render-me,
isso não pude fazer;
peguei minha arma e desapareci.

Mudei de nome tantas vezes,
perdi minha esposa e filhos,
mas tenho muitos amigos,
e alguns deles estão comigo.

Uma senhora deu-nos abrigo,
escondeu-nos no sótão,
então os soldados vieram;
ela morreu sem um sussurro.

Éramos três pela manhã,
sou o único nesta tarde
mas preciso continuar;
as fronteiras são minha prisão.

Ó, o vento, o vento sopra,
pelos túmulos o vento sopra,
liberdade logo virá;
então viremos das sombras.

Os alemães estavam no meu lar
disseram-me "renda-se",
mas isso não pude fazer;
peguei em armas novamente.

Mudei de nome cem vezes,
Perdi esposa e filhos,
mas tenho tantos amigos
tenho a França inteira.

Um senhor num sótão,
ocultou-nos pela noite,
os alemães levaram-no;
está morto, sem surpresa.

Ó, o vento, o vento sopra,
pelos túmulos o vento sopra,
liberdade logo virá;
então viremos das sombras.

|

Comentarios

Escreva um comentário

Desea usar sua foto? - Inicie sua sessão ou Cadastre-se grátis »
Comentários a este artigo no RSS

Comentarios recientes

Cerrar