Macaco faz, macaco vê.

[Texto copiado-e-colado da encarnação velha do EMEC, com meia dúzia de edições.]

Ao ver um let's play (vídeo feito mais ou menos profissionalmente, onde um jogador joga e comenta sobre seu jogo), veio-me o seguinte à cabeça:

O que nos leva a fazer isso? O que leva seres humanos a entreter-se com o jogo alheio, mesmo quando o jogo não é mais um entretenimento para quem joga e sim feito de modo profissional, para um determinado público?

Seja qual for o motivo, deve ser algo intrínseco ao ser humano, já que há espectadores em tudo quanto é cultura, em tudo quanto é tempo - dos let's plays de hoje às Olimpíadas gregas, passando pelos jogos propriamente ditos dos Ludus romanos (que, apesar do nome, eram eventos bastante diversos, com teatro e música e etc., não só jogos)... ou mesmo isso aqui:

Peça em cerâmica de jogadores de Ōllamaliztli, com platéia; fonte, Wikipédia.

Essa escultura representa um jogo de bola mesoamericano e foi provavelmente feita entre 250 AEC e 300 EC. Reparem que somente uma meia dúzia dos "bonequinhos" está jogando; o resto está parado, assistindo ao jogo.

O que deixa o papel do espectador mais "estranho", quando pensamos sobre isso, é que muitos sequer gostam de jogar, apenas de assistir. Ou seja, não há um "aprendizado futuro" envolvido, há apenas o entretenimento.

Tédio? Catarse aristotélica? Psicologia de grupos? O humano como um animal social? Acho que a resposta mais honesta que posso dar para minha própria pergunta é: não tenho a mínima idéia.

|

Comentarios

Escreva um comentário

Desea usar sua foto? - Inicie sua sessão ou Cadastre-se grátis »
Comentários a este artigo no RSS

Comentarios recientes

Cerrar